Notícias

SECRETÁRIO ADJUNTO DE AGRICULTURA PARTICIPA DE SEMINÁRIO SOBRE PREVIDÊNCIA SOCIAL EM SÃO LUIS




Secretário Adjunto de Agricultura e Desenvolvimento Social de Paraibano, Joaquim Soares Filho (Dugero) participou na semana passada (16 e 17 de fevereiro) Seminário sobre Previdência Social no Meio Rural, realizado no Auditório da FETAEMA (Federação de Trabalhadores e Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão) em São Luis. A equipe do Sistema SAF (composto por SAF/Agerp/Iterma) também participou do evento.

O evento teve o objetivo de discutir com os agricultores e gestores municipais sobre a reforma da previdência social, proposta pelo governo Temer, e de como ela vai interferir na comunidade rural.
Em seu discurso, o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, enfatizou a força política dos movimentos sociais na luta pela justa reforma da previdência. Reforma essa que, seguindo o caminho atual, não beneficiará o agricultor familiar maranhense. “Agora que o Maranhão toma rumos de desenvolvimento daqueles que foram invisíveis, os nossos agricultores familiares, não podemos permitir que essa reforma aconteça, temos força para lutar e é isso que faremos”, disse.

Na abertura das atividades do Seminário de sexta-feira (17), o Sistema SAF, representado pelo secretário Adelmo Soares, Júlio César Mendonça, presidente da AGERP, os Adjuntos da SAF, Luciene Dias e Francisco Sales e ainda o Augusto Salgado, diretor de Recursos Fundiários representando o Iterma, fez uma apresentação das ações realizadas pelo Sistema. Os gestores municipais presentes puderam conhecer cada uma das ações e ainda tirarem dúvidas de como devem proceder para que seus municípios possam acessar as políticas públicas da gestão.

Dugero disse que a Reunião serviu para conscientizar a todos das medidas que o Governo Federal quer reformar e que vai prejudicar principalmente o trabalhador e a trabalhadora do campo: “O Governo Temer propõe que seja aumentado a idade para a aposentadoria e ainda quer tirar os benefícios como auxílio doença e pensão por morte…” revelou o secretário adjunto de agricultura de Paraibano “Então o seminário serve como forma da gente se manifestar e não aceitar essa reforma na lei e que essas alterações não sejam aprovadas, por que já é difícil a vida das pessoas no campo, se a Lei for aprovada, então o trabalhador será outra vez penalizado” afirmou Dugero.

O Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Paraibano Sebastião Pereira não participou do Seminário por que estava em São Luis acompanhando a esposa Maria Dalva que estava com problemas de saúde.

 

Top